Inovação Acadêmica e Tecnologias Aplicadas ao Ensino

Possui Graduação e Mestrado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE. Graduado em Educação Internacional pela Universidade de Londres. Foi professor adjunto da UFPE até 1989. Atualmente é professor da Universidade de Brasília – UnB (Assessoria do reitor) foi coordenador do Programa Nacional de Capacitação de Docente das Universidades Brasileiras na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES; foi Secretário Geral Adjunto do Ministério de Educação e dirigia o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP. No Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação – MCTI, de onde encontra-se aposentado, ocupou as seguintes funções: Coordenador de Ciências Humanas e Sociais, Superintendente de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico, Superintendente de Cooperação Internacional; e, por dois períodos distintos, foi Diretor-Substituto do CNPq. Foi Superintendente de Tele-educação da Fundação Roberto Marinho, no Rio de Janeiro, RJ. Foi Superintendente da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste – SUDENE. Secretário Geral Adjunto do Programa Ibero Americano de Ciência e Tecnologia. Vice-Presidente da Associação Brasileira de Educação a Distância – ABED. Membro da Comissão Julgadora do Prêmio Cientistas de Amanhã. Membro do Grupo de Trabalho da Secretaria de Educação Superior SEsu/MEC para elaboração do Currículo Mínimo do Curso de Graduação em Economia. Professor Honoris Causa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. Presidente da Comissão Julgadora do Prêmio José Reis de Divulgação Cientifica. Membro do Comitê de Pesquisa de Antártica. Foi Secretário Extraordinário para o Desenvolvimento do Centro-Oeste, do Ministério da Integração Nacional – MI de 2000 a 2003. Tem experiencia há três décadas em áreas de Economia Regional e Educação Internacional, C&T, Educação Aberta e a Distância. No Sistema CNI/SENA/IEL coordenou estudos e análises que resultaram em publicações: Contribuições da Indústria à Reforma da Educação Superior (2005); Modernização e Inovação da Engenharia (2006), Proposta do Programa Brasileiro de Aceleração Tecnológica com ênfase em Engenharia (BRASILTEC 2008) e Engenharia para o Desenvolvimento (2010). Em 1989, quando dirigia o INEP, participou conjuntamente com o Professor Fredric Litto, da Universidade de São Paulo, da concepção e Implementação da Escola do Futuro daquela Universidade, hoje convertida em referência internacional coma laboratório de educação cientifica pelo uso de Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs). Em 1998, a convite do então Reitor da UnB, Professor Lauro Morhy, foi responsável pela implementação, e primeiro coordenador do Laboratório de Estudos do Futuro .